O comportamento dos gatos

33675
0
Share:

Fazer com que o seu gato tenha um comportamento exemplar não vai ser pêra doce, até porque os donos, por vezes, mesmo quando julgam que estão a ter uma atitude correcta perante uma determinada situação, estão a ter a errada. De qualquer forma com um pouco de calma e paciência, irá conseguir resolver todos os problemas.

Quando um gato toma uma atitude que o incomoda, mais do que castigá-lo, deverá prevenir essa atitude. Confuso? Nós explicamos. Imagine que costuma ter em cima da sua mesa de cabeceira, os óculos, ou alguns objectos com que o seu gato costuma ir brincar à noite e eventualmente atirá-los ao chão.  Ao invés de o castigar quando o seu gato os atirar ao chão, retire esses objectos de cima da mesa. Desta forma o seu gato irá desabituar-se de saltar para a sua mesa de cabeceira, durante a noite, em busca de brincadeira.

Mais vale uma boa recompensa quando o seu animal toma a atitude correcta, do que um castigo quando toma a errada. Agressividade apenas irá gerar mais medo e agressividade por parte do seu animal. Por isso, cabeça fria!

Ainda no campo comportamental certamente já reparou que o seu gato por vezes consegue ter num curto espaço de tempo, comportamentos totalmente diferentes. Ou seja, num segundo está ao seu colo, deliciado com os seus mimos, e noutro morde-lhe ou foge repentinamente.

Geralmente os gatos são mesmo assim, e não existe nenhuma regra de ouro para resolver esta situação. Contudo, pode prevenir este tipo de comportamento no seu animal. Quanto estiver a acariciar o seu gato, esteja atento aos olhos, às orelhas e à cauda. Se reparar que de repente as pupilas ficam dilatadas, as orelhas achatadas ou inclinadas para trás e a cauda a mexe compulsivamente, então é um claro sinal que por agora chega de mimos e deverá deixá-lo sossegado. Ficar a agarrá-lo no seu colo, obrigando-o quase a ser acariciado, irá fazer com que o seu gato (extremamente ágil) descubra rapidamente uma forma de se ver livre dessa situação.

Essa fuga, pode envolver uma corrida no momento certo, ou uma dentada ou arranhadela na mão do seu dono. Ou seja, se o estiver a forçar a algo, apenas estará a fazer com que o seu gato descubra formas de fuga!

Share:

Leave a reply